Do que é feito o fumo do narguile?

Muita gente pergunta do que é feito o fumo de narguile, ou como é comumente chamada no Brasil, do que é feita a essência de narguile.

Conheça um pouco mais sobre a composição do fumo de narguile:

O fumo de narguile é composto, normalmente, por 4 itens:

tabaco-narguile

1. Tabaco

O tabaco é a base de tudo, e por ser produzido em diferentes partes do mundo, pode ser de diferentes tipos.

Certos tipos de tabaco são mais escuros, outros mais claros. Alguns são mais fortes, outros menos. Normalmente utiliza se a variedade Virginia, que também é utilizada na confecção de cigarros, por ser um fumo suave.

Tabaco é o nome popular que se da a planta do gênero Nicotiana, portanto, não pense que nos fumos de narguile não contém nicotina, o fumo pode ter sido lavado, o que diminui a quantidade de nicotina, porém a grande maioria possui sim nicotina. Dependendo do tipo de tabaco usado no fumo, ele poderá durar mais ou menos, pois cada tipo de tabaco é menos ou mais sensível ao calor.

  • Tipos de Tabaco
  1. Lavados: A lavagem ocorre com água fria, mas também pode-se usar vinagre ou um ácido que suaviza a nicotina. A nicotina é solúvel em água, assim não é necessário muitas lavagens quando a água está bem limpa.
  2. Não lavados:  A quantidade de nicotina nas embalagens (0.5%) é o que indica que o tabaco é lavável  Quando o tabaco não é lavável essa porcentagem é de 0,5%. Os sabores variam de um fumo lavado para um não-lavado, pois lavado não absorve tanto o sabor no fumo. Já o fumo não lavado tem mais sabor mas pode ter leve gosto de tabaco.
  3. Herbal: Nas essências herbais, normalmente se utiliza outra planta, como folhas de chá, por exemplo. As essências herbais não contém nicotina, mas o gosto é bastante diferente dos fumos tradicionais.

mel

melaco

2. Mel ou Melaço

Há inúmeras marcas que utilizam o mel (de abelha) e tem outras que utilizam o melaço (de cana de açucar).  Tanto um quanto o outro são misturados ao tabaco para que ele fique com a consistência ideal para se absorver mais a essência com o sabor, e para que fique no ponto para se fumar. Normalmente os fumos que tem mais melaço duram mais que os menos melados, mais isso depende também do tabaco usado.

Glicerina

3. Glicerina: a glicerina, de origem vegetal, é colocada basicamente para evitar a queima rápida do fumo. Porém, há que se dosar corretamente a quantidade adicionada:  com pouca quantidade de glicerina o fumo não fica bom, pois queima muito rápido, com muita quantidade de glicerina o fumo fica muito seco, o que também leva a queima rápida.

Portanto, o fumo deve ter uma quantidade parcial de glicerina, o suficiente para melhorar a qualidade da sessão.

essencias_narguile

4. Essência: A essência é o que dá os diferentes sabores ao fumo (chocolate, choco-menta, chiclete, menta com limão, etc. Normalmente o que se usa são as mesmas essências usadas na indústria de alimentos.

Espero que tenham gostado. Um forte abraço e até a próxima!

Anúncios

Tipos de Rosh (Tipos de Fornilho)

O narguile é uma tradição oriental cada vez mais difundida no Brasil. Poucas coisas são tão relaxantes e sociáveis como reunir os amigos e ficar curtindo seu narguile.

Um dos pontos mais importante na qualidade da sua sessão de narguile é a preparação do rosh, ou fornilho, como é chamado no Brasil, por isso é importante saber os tipos de rosh e suas peculiaridades e características:

Os principais Roshs encontrados hoje em dia são:

Rosh Tradicional

Rosh Tradicional

Tradicional
Este é o Rosh que normalmente acompanha a maioria dos narguiles chineses encontrados no mercado. Eles possuem os furos na parte de baixo do fornilho e até que funcionam bem para a maiorias dos fumos, o problema destes fornilhos acontece quando utilizados com essências muito úmidas ou com as essências em pedra, pois o melaço escorre pela haste do narguile deixando a essência seca e sem gosto, além de deixar o narguile todo sujo.

fornilho_bali_hai_verde

Rosh Vortex

Vortex
O Vortex é o rosh mais fácil de se preparar e o que melhor funciona com quase todos os tipos de fumos. Ele tem um pino elevado no meio e é todo fechado em baixo, os furos para a entrada de ar ficam nas laterais do pino central. São 4 furos próximos ao topo.

Neste fornilho, o melaço não escorre, deixando o fumo sempre úmido, maximizando a duração e o sabor da sessão. Além disso, o papel alumínio dificilmente desce e encosta no fumo pois o pino central é elevado, mantendo o alumínio afastado e segurando melhor o peso dos carvões. O fluxo é um pouco menor em comparação ao Phunnel, mas é um excelente rosh. A melhor forma de prepará-lo é deixar um espaço entro o pino central e o fumo, para não trancar o fluxo. Esse Rosh é muito bom com fumos úmidos e também com as essências em pedra tipo Shiazo ou Ishtar.

rosh-phunnel-verde

Rosh Phunnel

Phunnel
O Rosh Phunnel foi inventado por Eric Hoffman, que criou esse fornilho para maximizar o sabor da marca de fumo que ele mesmo “inventou”, chamado, Tangiers. O Phunnel é um pouco mais complicado de se preparar, pois há de se preocupar bastante com o pino central, que é aberto em cima. Se não se estica bem o aluminio, ele tampa o furo e quase não há fluxo de ar. Sem o fluxo de ar, não há como fumar. Este Rosh também mantém bem o melaço do fumo, não deixando-o escorrer, o que ajuda a conservar o sabor da fumada. Esse rosh é considerado um dos melhores, pois o fluxo fica muito leve e abundante (se bem preparado).

Alien-Phunnel-Bowl-Black-Walnut-L

Rosh Alien Phunnel

Alien Phunnel
O Rosh Alien Phunnel é um Phunnel mais raso, feito específicamente para fumos mais resistentes ao calor. Como sua superfície é maior, a área em contato com carvão também é maior, esquentando mais o fumo. Este Rosh é recomendado para maximização de sabor para fumos que aguentam bem o calor, como o Tangiers, Nakhla e Fantasia. Este rosh não é recomendado para fumos mais sensíveis como o Al Fahker, Afzal, Starbuzz, Social Smoke, etc, pois você irá queimar e desperdiçar seu fumo.

p_hookah_flip-01

Hookah Flip

Hookah Flip
Esté é um rosh feito de metal, desenhado para aumentar a duração da sessão e aproveitamento total do fumo. Nele acontece o inverso dos roshs normais, o fumo fica em cima e o carvão embaixo. Com essa colocação, o carvão fica mais longe do fumo, assando o fumo com o menor contato possível e o carvão fica abrigado do ar, assim, o carvão dura muito mais. Com 3 carvões de coco, você pode conseguir uma sessão de mais de uma hora e meia. Esse fornilho é excelente para fumar com vários amigos, mas infelizmente é difícil de ser encontrado no Brasil. O ponto negativo deste fornilho é que é mais difícil mexer no carvão, que pode ficar apagando e tem que se perder alguns minutos regulando a queima.

flying_soucer

Rosh Flying Saucer (Disco Voador)

Flying Saucer
Este Rosh é uma mistura de Vortex e Phunnel, com a diferença que o pino central é mais alto que a da borda do Rosh. Com isso, o papel alumíno fica elevado no centro, não deixando o carvão entrar em contato com o fumo, consequentemente gerando calor sem deixar queimar o fumo.

O Flying Saucer é ótimo, pois “assa” o fumo lentamente. É recomendado para fumos que nao aguentam muito o calor, como Al Fakher, HookaFina, Social Smoke, Starbuzz, etc.
Nunca utilize o Flying Saucer para preparar Tangiers, como é um fumo que necessita de calor, não irá acender direito.

Espero que tenham gostado, confiram nossa linha de Roshs para Narguiles na loja virtual: www.madrugashop.com